Eudócius Rubro - GUARÁ - Ave Símbolo de Guaratuba-PR - AJUDE À PRESERVÁ-LA EM SEU AINDA TÍMIDO RETORNO AO LAR

Pescarias de Robalos - Vídeos

Loading...

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

FAZER OU SABER COMO FAZER ?






Aconteceu numa primavera na Baía de Chesapeake, no litoral sul dos EUA, em 1897.

O Eric, entendiado com sua faina diária de captura de ostras e caranguejos naquele trecho da baia, havia acabado de fazer sua refeição, um guisado de ostras e bolinhos de carne desfiada de caranguejos (*)

Seu barco "aleijado" como chamava seu SkipJack, ( designação desses barcos em homenagem ao peixe de maior ocorrência na baía de Chesapeake) balançando suavemente na baía em maré muito baixa naquele momento.



Cumpre-se dizer que seu barco fôra por ele encomendado no estaleiro de um mórmon, situado no rio Choptank, um dos afluentes da baía...



Ao ver o barco pronto, se recusou a aceitá-lo, pois o marceneiro naval, instalou , não só uma, mas duas quilhas ao lado da longarina mestra do veleiro, e não entre ela, como se costumava fazer em outros estaleiros., e pior , pequenas e uma à um terço da proa e outra ao quarto da pôpa!



Quebrou o maior pau entre cliente e o fabricante de barcos.



-Tu é louco , crente e filho de uma égua...arruinou o casco do meu barco!



-Posso ser louco mas não sou burro, seu filho de uma búfala!



-Quero meu dinheiro de volta!



-Impossível, já o enviei prá minha Igreja...



-Desgraçado, esse barco vai navegar torto, com essas duas quilhas pequenas e mal posicionadas no casco!.



-Vai nada, seu marinheiro incompetente, além disso a longarina mestra é a segurança do barco nas águas da baía e do oceano, jamais um construtor naval sério, iria furar, rachar e enfraquecer a longarina prá embutir uma ou duas porcarias de quilhas no meio dela...



Barraco daqui, barraco dali, e entraram num acordo.



Até porquê, o Eric viu extasiado o belo mastro de carvalho, uma obra prima, montado no terço da proa, pura maestria de obra de arte.



Fixado no fundo do barco, na cabeça da raíz principal da mesma árvore, o carvalho que originou o mastro.



A base dele, quadrada, firmemente embutida na raiz fixada por travessas confiáveis entre as cavernas.



A transição de quadrado para sextavado, quase imperceptível, e na altura da passagem por uma gaiúta, abertura de passagem dele no convés ,já octavado , e dali em diante cilíndrico e perfeito até seu topo aos 36 pés de altura.



O filho da mãe do mórmon havia deixado o mastro na altura de sua passagem no convés com uma folga na gaiúta, para evitar tensões de ventos fortes e que poderiam quebrá-lo.



Mesmo de cara amarrada, Eric não deixou de sorrir satisfeito ao ver a solução, mas claro , que muito discretamente pro crente não perceber , sua..."fraqueza".



Os estais e brandais de fixação do mastro ao longo do eixo proa-popa e no sentido tranversal de boreste à bambordo, tramados em feixes de sizal, super resistentes, pelo filho do mórmon.



A vela...deixou o Eric deslumbrado...



Feita de algodão pela esposa do religioso crente, e de uma espessura que o deixou abismado.



-Uau...ela resistirá a ventos de mais de 100 knots! Eric pensou no maior entusiasmo, aceitando imediatamente o barco, apesar de "aleijado" na posição das quilhas

.

Turrão como era, o Eric não dava o braço a torcer, apesar de maravilhado com a suavidade de navegação do Skipjack..."aleijado".



Só em seus momentos de conversas íntimas com sua alma, ele sorria no beliche do confortável alojamento da cabine, e só entre ele e ele ousava falar em silêncio, até prá nenhum dos seus amigos pescadores pensarem mal dele, afinal tinha a fama de pescador machão prá preservar.



-Filho da mãe, Mórmon desgraçado, me construíu o melhor barco do mundo!!!!



Nessa altura o Eric já havia percebido de onde o mórmon tirou a inspiração para construir o barco.



Do peixe...skipjack!



A curvatura do casco, e o formato das quilhas...



Copiou tudo do peixe, inclusive as formas das nadadeiras inferiores e as posições delas na barriga do peixe veloz!





E para não comprometer a "alma" do casco, sua longarina, havia disposto as quilhas, uma de cada lado dela, e com isso . tornando o barco de navegação fácil, obediente aos comandos , a leveza e suavidade da cana do leme.



Após ter feito sua farta e deliciosa refeição , ( receitas do guisado e do bolinho , em outra página do Blog )

Eric bateu um olhar para uma das margens da baía e viu um veleiro de turismo encalhado, ostentando a famosa bandeira de listras vermelhas e brancas horizontais e as estrelinhas num retângulo superior esquerdo , hasteada num pequeno mastro de pôpa.



Estava tripulado por senadores de Washington, em viagem de lazer com suas , belas secretárias.



Haviam descido o Rio Potomac, da Capital até aquele ponto da baía, prá brincarem de sacanagens com as moças, suas secretárias, ou quiçá, suas "estagiárias".



E todos, pelo que viu o Eric no maior pavor, entregues às gulodisses dos enormes pernilongos que os atormentavam, na nargem quase sêca da baía.



Pediram, desesperados prá que o pescador de ostras e caranguejos da baía, fôsse procurar socorro para desencalhá-los.



O Eric nem deu bola prás súplicas dele, e calmamente avaliou a situação.



A quilha do iate veleiro de luxo dos políticos, lastreada com duas toneladas de chumbo, enterrada até o gargalo na lama. ( só pôde avaliar o pêso dela , mais tarde )



O mais graduado do Capitólio a bordo, perdeu a paciência com o Eric.



-Vai buscar socorro prá nós seu plebeu, proletário, pescador de merda...



Eric, fingindo não ter escutado a ofensa, desenrolou 50 jardas de cabo de sizal tecido pelo filho do mórmon, e atirou uma das pontas pro skipper do barco de turismo, um almofadinha, todo vestido de branco e com chapéu de capitão na cabeça, que segundo Eric, bem ôca, prá ser surpreendido pela maré baixa.



Mandou o skipper escalar o mastro do barco e amarrar o cabo bem na ponta dele.



Amarrou a outra ponta numa das tamancas da pôpa do seu SkipJack...



Içou a belíssima vela feita pela esposa do crente construtor do melhor barco que ele já havia navegado, no maior rizo possível, expondo ela inteira ao primeiro sopro de brisa forte que viria do norte e que ele já a via se aproximando entre nuvens densas , cinzentas, e escuras.



Como bom e sério marinheiro, preveniu os tripulantes prá se agarrarem bem firmes no veleiro encalhado.



Não demorou nem 3 minutos prá "brisa" , brisa uma ova, um ventão daqueles insuflar a vela do Skipjack.



Competentemente, Eric conduziu seu barquinho em direção contrária ao eixo transversal da borda do iate à ele exposta..



Fez de conta não ter escutado a gritaria histérica dos políticos corruptos e suas "comidinhas".



O mastro do iate se dobrando em direção à pôpa do SkipJack, lentamente.



A cada grau de inclinação conseguido os guinchos de gritarias histéricas no iate...aumentavam!



Menos de 1 minutos depois o mastro do iate, estava deitado nas águas da baía de Chesapeake.



A porra da quilha de 2 ton. e mal projetada para a pequena dimensão do iate, já exposta, derramando lama cinzenta sobre as plácidas águas...



A gritaria e histeria no iate, à mil...mas todos bem agarradinhos onde puderam.



Uma vez liberado da lama, o iate simplesmeste não ofereceu nenhuma resistência à velocidade do SkipJack, que o arrastou por uns bons 300 pés, até onde já havia profundidade para flutuar de maneira mais digna.



A porcaria da quilha mal projetada, pelo menos serviu prá ser o João Bôbo do iate e botá-lo de pé.



Eric mandou o skipper do iate desamarrar o cabo do mastro do barco dele e o recolheu calmamente.



Olhou prás pessoas no Iate...



Pálidas ainda, mas comemorando o desencalhe com euforia, já fora de alcande dos terríveis pernilongos das margens.



No que Eric, aproximou seu casco ao deles, recebeu ofertas generosas de champagnes geladíssimas e francesas...



-Só bebo bourbon da marca do perú selvagem ( Wild Turkey )! falou pros políticos corruptos e frescos de Washington.



O skipper (capitão) do Iate dos políticos perguntou pro Eric quanto ele iria querer cobrar prá tê-los desencalhados.



Sem pestanejar, Eric falou o prêço.



-MIL DÓLARES!



O político mais graduado do Capitólio, ficou vermelho e espumou de ódio na hora.



-Pescador Filho da Puta, você não gastou mais de cinco minutos prá nos desencalhar...



-Perdão senhor , não estou cobrando mil dólares pelos meus cinco minutos de trabalho prá desencalhar seu Iate...



-Ahhh...bom ...e quanto então?



-Apenas um dólar...por fazer o serviço, senhor... e,



NOVECENTOS E NOVENTA E NOVE DÓLARES POR "SABER" COMO FAZER!



(*) receitas do guisado de ostras , bolinhos de caranguejos, e coquetel de caranguejo, seguirão no Blog, ainda em construção



Se gostou do texto, veja também

quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Futebol Brasileiro e o Guiness Book

Nossa paixão nacional, espalhada de Norte à Sul, de Leste à Oeste, teve nesta semana  ( 12/10/2011 ) mais um reconhecimento de pêso...nada menos que do Guiness Book!


Na foto abaixo, o vice-presidente de um clube de futebol, apresentando todo orgulhoso o certificado da entidade...

Aconteceu durante um evento de apresentação da área onde será construído um dos maiores e mais modernos Centros de Treinamento de Atletas de Clubes de Futebol do mundo...

Nem preciso dizer de que clube se trata, pois sua bandeira não nos deixa dúvidas de sua identidade.





O Guiness Book, reconheceu esse clube de futebol como recordista mundial de vitórias consecutivas em jogos oficiais, entre todos os filiados à Fifa.

Foram 24 vitórias consecutivas em campeonatos oficiais brasileiros...

Parabéns ao eterno glorioso Coritiba Foot Ball Club

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

RIO IGUAÇU de tantos peixes - O pequeno Gigante!





- De seus dourados, pintados, pacús e corumbataís...de seus pequenos lambarís , muitos acarás e jundiás!

- De sua nascente, um uma pequena fonte de água pura na região metropolitana de Curitiba ( ex-Capital do Brasil )
 ...um filete e um pocinho com 1 m² de diâmetro...

- ...à sua grandeza na foz com rio Paraná...1,329 km de Saga dentro do Estado do Paraná!

- De história, estórias e Lendas!

- Fertilizando parte das terras mais produtivas do nosso País...

-Tornando com sua generosidade, o Paraná auto-suficiente em energia elétrica com suas Sete Usinas Hidrelétricas ao longo do curso, e    exportador de energia elétrica à outros Estados irmãos da nossa Federação...e sem inveja da Usina de Itaipú, a maior do mundo e sua vizinha...

- Produzindo Lendas belíssimas como à de Naipi e Tarobá

- Tendo em seu percursso um dos mais belos parques naturais de preservação  de Mata Atlântica, de flora e fauna do Brasil, o Parque Nacional do Iguaçu

- Contribuíndo com suas águas perenes, à maior reserva de água pura e potável sub-terrânea do mundo , o Aquífero Guarani


- Rio de muitas pontes, e a mais importante que ofereceu à seu leito, a Ponte Trancredo Neves, que liga o Brasil à Argentina , junto de outros rios e suas pontes, mais ao sul  de fronteiras "hermanas"

- Contribuindo para que o ar da cidade de Foz do Iguaçu seja o mais puro do mundo e seu clima mais ameno à seus filhos

- Ofertando em suas águas , a oportunidade do maior campeonato esportivo de pesca amadora à dourados do País, patrocinado por seus Iates Clubes da cidade

- E, entregando aos olhos maravilhados dos homens, seu maior feito...sua maior demonstração de fôrça e beleza da natureza...

- Suas monumentais Cataratas do Iguaçu, realizando o sonho de um modesto olho d´água tão distante...na Saga de uma das Sete  Maravilhas Naturais do Mundo! 

- Trazendo à cidade humana que a respeitou, o maior contigente de turistas estrangeiros, Foz do Iguaçu,  e  perdendo em nosso País receptivo ao Turismo Internacional ,  apenas para nossa Maravilhosa e Eterna cidade do Rio de Janeiro, e por pouco!





quarta-feira, 5 de outubro de 2011

PARANÁ - BOAS NOTÍCIAS AO BRASIL


Como bom brasileiro e paranaense, não me poupo em criticar ações governamentais quando necessário, nem de elogiar quando devido.

Hoje é dia de elogios por estas bandas do Sul.

Notícias oficiais desse início de semana ( hoje 05 de outubro/2011)

1 - Reiniciada as obras de conclusão do Estádio da Arena ( e eu que sou coxa roxo heim? ) o que o torna o mais avançado em obras entre todos os outros 11 que sediarão as Copas das Confederações e do Mundo em 2013 e 2014.

Até por já ter concluso 60% das exigências da Fifa, e o torna também o de menor custo aos cofres públicos, "apenas" 180 milhões de reais contra mais de 500 milhões, chegando até perto de um Bilhão de reais dos outros.

As obras de suporte municipal aos eventos em pleno andamento e o quarto maior parque hoteleiro ( de altíssima qualidade) do País já pronto à receber os visitantes.

Aeroporto Afonso Penna também em plena obra para não fazer "fiasco".

O segundo maior parque hoteleiro do Brasil, prontinho, e destino de maior procura por turistas, fazendo das Cataratas do Iguaçu o receptor número 1 do Brasil em número, e seu aeroporto internacional, já acostumado à receber em suas pistas até Concordes em vôos tipo Charter com toda a segurança.

Litorinas de luxo e super seguras aos passageiros, revisadas sempre, à proporcionar aos turistas à mais espetacular viagem de trem , entre Curitiba e Paranaguá, nada menos que a serra da Graciosa, considerada a maior obra de engenharia férrea do mundo, e construída em 1887 por dois irmãos engenheiros e . . ." brasileiros", os irmãos Rebouças.

2 - Anunciada ontém pela ministra Gleyse Hoffmann, a participação do Governo Federal no imediato início das obras do Metrô de Curitiba, e com dotação incial de Um Bilhão e Meio de Reais e contra-partida de 700 milhões da Prefeitura.
A Ministra também , nessa ocasião, deu conta da vinda da Presidenta Dilma à Curitiba em 13 de outubro próximo fazer o anúncio Oficial.
Milhares de novos empregos á vista e mais conforto e segurança  aos curitibanos em seus deslocamentos através de transporte público de qualidade.


3- O Presidente da Renault/Nissan, assinou no dia de hoje com nosso governador,a intenção de tornar sua fábrica de automóveis de São José dos Pinhais-PR , região metropolitana de Curitiba, no segundo maior parque industrial da empresa, tanto na montagem quanto ao desenvolvimento de novos projetos, apenas atrás da Matriz na França.
7.000 mil novos empregos na primeira etapa!

4 - Pontal do Paraná, litoral do Paraná foi escolhida como sede de um Estaleiro para construção incialmente de duas
plataformas marítimas para extração de petróleo do Pré-Sal e já contratadas pela Petrobrás por nada menos de ...Um Bilhão de Reais!
Milhares de novos empregos à vista!

5 - Iniciada antecipadamente a plantação da nova safra de grãos ( milho, soja,feijão, sorgo,trigo, cevada, etc..) 2011/2012 nos nossos campos de lavoura do Paraná , graças às condições climáticas favoráveis, e o que proporcionará ao Brasil a maior Super Safra de todos os tempos.

6 - Esta noticia ainda não oficializada pela Volkswagen, ainda ressentida da criminosa Greve de seus funcionários por nada menos que 35 dias, record na indústria automobilística no Brasil, patrocinada por um Sindicato de Metalúrgicos do Paraná, ainda mais criminoso e inconsequente, proporcionando prejuízos imensos à montadora, e ao povo brasileiro em geral, sem trazer nenhum benefício extra à seus filiados.

A Volkswagen pretende instalar no Brasil uma unidade de seu mais novo carro mundial , o UP, apresentado recentemente no Salão de Frankfurt, e inicialmente seu plano era a unidade do Paraná, a mais moderna de todas suas fábricas/montadoras e fabricante de motores no País.
Mas essa Greve criminosa e burra, abriu espaços para São Paulo e Pernambuco...
Com a palavra os idiotas dirigentes do Sindicato dos Metalúrgicos do Paraná...

http://www.ducae85.blogspot.com/

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

ACREDITA QUE SUA ALMA PODE SER "PESADA" NUMA BALANÇA?





A ciência noética propôe que os pensamentos têm "massa", portanto seria lógico que a alma humana pudesse ter também?

Cientistas norte-americanos pesquisaram o assunto em laboratório e para surpresa de alguns, nem de todos, tiveram a confirmação.

Para tanto construíram uma cápsula parecida com uma incubadora para bebês, totalmente estanque e isento de contaminações externas, de ar ou partículas de pó que pudessem interferir na balança eletrônica de altíssima precisão que sustentava a estrutura.

Um voluntário em estado terminal, sobrevivendo por aparelhos,também cientista e abnegado, se propôs a colaborar em seus últimos momentos de vida.

Uma vez dentro da cápsula, a balança foi aferida para 0,000000000 kg, e em seguida passou a mostrar o peso corporal do voluntário, 51,4534644 kg.

Desligados os aparelhos, a surpresa após a constatação da morte ,os números que o display da balança eletrônica indicava uma diferênça à menor , minúscula, porém mensurável.

A constatação científica foi de que a alma possue massa , pêso, e uma vez morto o seu portador , é liberada sem poder ser detida por nenhum obstáculo físico por nós conhecido, até agora!

Pergunta natural...

Qual seu destino e o que carrega em seu interior à outras regiões do universo ainda totalmente desconhecido da ciência , ou à outras das nossas dez dimensões?

Só dominanos três delas até esse momento...

domingo, 2 de outubro de 2011

Robalos Peva e Flecha - by Nelson Nakamura

DICAS :

1 - Se desejar assistir o vídeo sem sair da página, NÃO  clique na SETA GRANDE no centro da Tela do Vídeo, pois ela o conduzirá à outra.
2 - Clique na SETA MENOR no rodapé da Tela do Vídeo, ao lado esquerdo junto ao contrôle de volume.

3 - Ao final do primeiro Vídeo, YouTube o disponibilizará mais 14 outros similares em quadros de miniaturas na parte inferiror da tela.

Bom proveito e água na bôca...aficcionados da pesca esportiva.








segunda-feira, 19 de setembro de 2011

SONHOS DE FIM DE INVERNO


Sem pressa, fechou sua conta no Hotel Vila Real, em Guaratuba, e se preparou para o evento previsto para acontecer às 23:32 h...
Tinha tempo para aquele encontro, daí ter o cuidado de não se decepcionar, nem decepcioná-la!
Conduziu seu carro até um estacionamento utilizado pelos surfistas, num ponto deserto e sem iluminação noturna , não mais que a 8 km do centro da cidade.
Reclinou o banco após programar no som do carro algumas músicas em MP3, baixadas através da internet e se deliciou com elas, enquanto aguardava sua chegada.
Quase cochilou . . .quase!
Seria um desastre, mas se recuperou a tempo de seu embevecimento musical.
Pontualmente , 2 minutos antes do encontro, saiu do carro após tirar os mocassins e arregaçar a calça branca tirando a camisa para sentir a brisa do vento suave massagear seu peito.
Apanhou o estojo de couro preto , a maleta térmica no banco de passageiro e se dirigiu à praia, caminhando descalço sentindo a maciez da areia branca, fina e fria...
Sobre um tronco enterrado na areia a 10 metros da préamar, depositou os dois volumes e sentou-se à espera dela no momento em que a primeira lâmina de onda espraiada chegou mansamente a molhar seus pés.
Noite sem uma nuvem sequer, sómente o cintilar de milhares de estrelas num céu de breu azulado escuro.
No horizonte infinito do mar calmo, um suave clarão prenunciava o evento e no momento em que se pôs de pé, e passou sobre os ombros a alça do recipiente térmico, soprou um vento vindo de NO, porém de maneira delicada, fazendo seus cabelos louros e fartos se agitarem levemente.
Caminhou em direção à àgua até ter suas canelas e a barra da calça arregaçada serem tocadas por ela.
Foi rápido, e em menos de 1 min ela surgiu bela e radiante , esparramando seu manto prateado sobre as águas num feixe luminoso que atingiu sua alma e alegrou seu coração.
Abriu o feixe ziper da sacola térmica retirando a garrafa de cor escura e rótulo dourado...
Desenrolou o arame que prendia a rolha de cortiça sem pressa, e sem esfôrço de seus dedos ela saltou do gargalo com o agradável estampido...a espuma branca do Dom Perignon safra 55 transbordando!
Duas taças de cristal da Bavária receberam o líquido borbulhante...
Olhou para a Lua cheia que nesse momento já flutuava acima do horizonte, e sorriu feliz.
Uma das taças foi despejada na água, a outra tocou seus lábios com as bôlhas do champagne atingindo seu nariz de maneira tão aromática quanto o delicioso sabor que o néctar dos deuses lhe proporcionou ao paladar.
Se voltou para o NO e brindou sua nova amiga, que naquele momento deveria estar olhando para a mesma Lua Cheia, a uns 500 km de distância...
Voltou ao tronco encalhado, deixou ali a maleta térmica com a garrafa vazia e as taças.
Do estojo de couro retirou seu saxofone dourado que a tanto tempo lhe acompanhava.
Começou com Summertime, passou My Funny Valentine, Tenderly, e concluiu a serenata com a música preferida dele, em homenagem à nova amiga distante...o Harlem Nocturne.
Pouco depois tomou à rodovia que o conduziria à Curitiba naquela madrugada de lua cheia.
Exerceu seu outro prazer, o de dirigir seu Porsche em alta velocidade, o que o distraiu...